Rio Grande do Sul tem 465 pessoas fora de casa após temporais

Apesar da melhora das condições climáticas, 465 pessoas continuam fora de suas casas em função dos temporais que atingiram o Rio Grande do Sul na semana passada. De acordo com a Defesa Civil, em boletim divulgado nesta segunda-feira, 389 estão desalojadas e outras 76, desabrigadas.

As cidades que ainda registram algum tipo de estrago em razão de alagamentos ou granizo são: Itapuca, Lagoa Vermelha, Soledade, Nova Alvorada, Alegrete e Dom Pedrito. Destas, apenas Lagoa Vermelha decretou situação de emergência devido à queda de granizo. Na cidade, 19 bairros e parte do centro foram atingidos, sendo que quase 4 mil residências ficaram danificadas por estragos causados pelo granizo. Uma pessoa ficou ferida após subir no telhado para realizar reparos.

PUBLICIDADE

Em Soledade, aproximadamente 60 casas e 15 galpões ficaram com o telhado danificado. Já em Nova Alvorada, o granizo provocou destelhamento em aproximadamente 125 casas, uma escola e um salão comunitário.

Em Itapuca, aproximadamente 160 residências foram afetadas pelo granizo. Houve danos em galpões, aviários, quedas de árvores, danos em lavouras e plantações de erva-mate. A Defesa Civil e a Prefeitura realizaram a entrega de lonas e telhas para as comunidades atingidas.

No município de Alegrete, 47 famílias foram atingidas pelo alagamento nos bairros Vila Nova e Santo Antonio. Doze famílias estão abrigadas no Ginásio Osvaldo Aranha e outras 35 alojadas em casas de parentes. Na cidade de Dom Pedrito, o rio Santa Maria está mais de cinco metros acima do normal. Seis famílias estão, de forma provisória, na Escola Municipal Alda Seabra, no bairro Santa Maria.
Fonte:Correio do Povo

Comentários

Comentários

« Voltar