Petrobras reduz preços da gasolina e do diesel a partir desta sexta-feira

A queda no valor do petroleo no mercado internacional contribuiu para que a companhia fizesse o corte

Pela segunda vez neste ano, a Petrobras vai reduzir os preços da gasolina e do diesel em suas refinarias e bases a partir desta sexta-feira. A empresa informou que a gasolina terá uma redução de 1,5%, enquanto que os preços do óleo diesel terão uma redução de 4,1%.

Um dos principais motivos que levaram a companhia a redução de seus preços foi a queda dos preços do petróleo no mercado internacional que vem se verificando nos últimos dias. Nesta quinta-feira o petróleo do tipo Brent está sendo cotado a US$ 61 o barril, registrando uma queda de 2,5%.

Petrobras:Venda de ações é uma forma de mostrar que país está aberto ao investimento estrangeiro

A política de preços dos combustíveis da Petrobras acompanha a paridade dos preços do petróleo e derivados no mercado internacional, além do câmbio.

No início do ano com o agravamento da crise entre os Estados Unidos e o Irã, chegou a se esperar uma disparada dos preços do petróleo no mercado internacional, que no entanto depois de atingirem cerca de US$ 70 o barril, entraram em queda.
Efeito coronavírus

O recente surto do coronavírus, que já matou 18 pessouas e infectou outras 634 na China, levanta o temor do mercado sobre uma possível redução da demanda chinesa por commodities.

Nesta quinta, a cotação do Brent atingiu o menor patamar em sete semanas.

Comércio:Brasil pede à Índia corte de taxas de importação sobre produtos de frango

O banco Goldman Sachs publicou um relatório no qual projeta que o vírus respiratório, que se originou na cidade chinesa de Wuhan, poderia causar uma queda da demanda global de 260 mil barris por dia em 2020. A menor demanda, estimou o banco, levaria a cotação do petróleo a cair em US$ 2,90 o barril.

— A China é um dos maiores consumidores mundiais de commodities. A perspectiva de que o espalhamento do vírus no país pode reduzir a demanda faz com que o petróleo recuo, como vemos nesta sessão — indica Pedro Galdi, analista da Mirae Asset.

*O Globo

Comentários

Comentários

« Voltar