Pearl Jam não se apaga em novo álbum ‘Lightning bolt’

Pearl Jam não se apaga em novo álbum 'Lightning bolt'

O vigor do raio e a calma pós tempestade estão presentes em duas partes iguais do novo álbum do Pearl Jam, “Lightning bolt” (relâmpago), que será lançado nesta terça-feira (15) com cenário existencialista e insistindo nas conhecidas referências musicais da banda de Seattle.

Parte da geração que levou o som “grunge” dos anos 1990, juntamente com grupos como Nirvana e Soundgarden, o quinteto de rock alternativo comandado por Eddie Vedder mantém neste décimo disco de estúdio o alto nível musical conseguido nos últimos lançamentos.

Da mesma forma que os álbuns anteriores “Backspacer” (2009), “Vs.” (1993) ou “Vitalogy” (1994), “Lightning bolt” foi produzido por Brendan O’Brien, que traz arranjos mais enérgicos e abundantes em direção a segunda metade, de um rock clássico e mais sereno.

Escrito em duas partes, esses cortes podem ser os temas que, declararam os membros da banda, estavam escritos há dois anos, quando Vedder lançou sozinho um álbum de versões e inéditas chamado “Ukelele Songs” (2011).

“Lightning bolt” é diferente, bem carregado de testosterona, canalizada em velozes riffs de guitarra e ritmos vigorosos de bateria, que avançam como um raio em “Getaway” e “Mind your manners”, single que foi divulgado em julho.

A energia oscila de forma premeditada em “My father’s son” entre os lances mais vívidos e os mais reflexivos, tendendo uma ponte direta para outra das grandes faixas do disco, a balada “Sirens”, que termina com um riff rasgado.

Comentários

Comentários

« Voltar