“O Exterminador do Futuro” é base para pesquisa

terminator

Segundo um artigo publicado no site Salon.com, os pesquisadores, trabalhando em conjunto com a Amazon, estão desenvolvendo as primeiras partículas biônicas do mundo – feitas a partir da fusão de material orgânico e semicondutores sintéticos – , e a ideia, segundo eles, é assumidamente inspirada por ciborgues famosos da ficção como “O Exterminador do Futuro”.

Essa partículas seriam o ponto de partida para a construção de sistemas biônicos complexos e, segundo Nicolas Kotov, o cientista que capitaneia o projeto, “é bem possível que o Exterminador do Futuro tivesse que ser construído a partir de partículas como essas”.

Apesar toda essa ideia me dar pesadelos a respeito do dia em que esses cientistas vão perder o controle e criar uma cópia biônica do Arnold Schwarzenegger para destruir todos nós, as possibilidades e ambições do projeto são incríveis: até agora, as partículas se mostraram capazes de converter um poluente como nitrato, em nitrito e oxigênio.

Os cientistas esperam eventualmente conseguir converter também dióxido de carbono em água e gás natural. Parte do projeto é também financiada pelo Departamento de Defesa americano e tem por objetivo fazer partículas capazes de se reconstituírem quando danificadas.

Fonte: POP.com.br/Ana Cecília de Paula

Comentários

Comentários

« Voltar