Fifa nega que tenha discutido cancelar a Copa das Confederações

A Fifa negou, através de um comunicado divulgado na manhã desta sexta-feira, que tenha discutido a possibilidade de cancelar a disputa da Copa das Confederações, por conta dos protestos que atingiram o Brasil nos últimos dias. As informações são da Agência Reuters.

– Até esta data, nem a Fifa nem o Comitê Organizador Local nunca discutiram qualquer possibilidade de cancelamento da Copa das Confederações da Fifa –  disse a Fifa, em comunicado enviado à Reuters.

Desde o início da Copa das Confederações, no dia 15 de junho, em Brasília, na vitória do Brasil sobre o Japão, manifestantes fizeram protestos nas áreas do estádios e chegaram a se envolver em conflitos com policiais em cidades que receberam jogos do torneio, casos de Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Fortaleza e Salvador.

nclusive, dois micro-ônibus da Fifa foram apedrejados por manifestantes na noite desta quinta-feira, no bairro do Campo Grande, em Salvador. Os veículos foram depredados em frente ao Hotel da Bahia, onde membros da entidade máxima do futebol estão hospedados. O prédio também teve a fachada danificada.

O protesto em Salvador, inicialmente pacífico, teve início no bairro do Campo Grande e se alastrou pelas Avenidas Joana Angélica, Centenário, além do Dique do Tororó, Politeama e Barris. No Rio Vermelho, o transporte oficial da Fifa que levava jornalistas do hotel Íbis para o estádio foi interrompido preventivamente a partir de 14h.

Comentários

Comentários

« Voltar