Fabricantes terão que diminuir ruídos emitidos por eletrodomésticos

A partir de 20 de fevereiro de 2014, os fabricantes de liquidificadores, aspiradores de pó e secadores de cabelo terão que se adequar a nova rega do Programa Nacional de Educação e Controle de Poluição Sonora e Silêncio e diminuir o nível de ruídos dos aparelhos. A iniciativa é uma parceria do Programa Brasileiro de Etiquetagem do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). O objetivo do projeto é combater o barulho emitido pelos eletrodomésticos do país.

Os eletrodomésticos, nacionais ou importados, terão o Selo Ruído que deve estar visível ao consumidor. O selo terá a marca do Inmetro  e deve ser colado no produto ou em sua embalagem para informar ao consumidor a potência sonora dos aparelhos, para que o consumidor possa escolher na hora da compra o produto que tenha o menor nível de potência sonora.

De acordo com o Inmetro, o programa irá orientar o consumidor na hora de escolher eletrodomésticos mais silenciosos, estimular os fabricantes a produzir produtos com níveis de ruídos cada vez menores e proporcionar mais conforto ao cidadão.

O Inmetro começará a fiscalizar os fabricantes e a entrada dos produtos no país e quem não se adequear a nova regra terá o prazo de seis meses para retirar as mercadorias de todo o comércio. Em agosto de 2016, a fiscalização do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen), vai penalizar a empresa que descumprir a regra por meio de uma multa.

Comentários

Comentários

« Voltar