Encontrada segunda pessoa morta em ataque a tiros em Gravataí

Mais uma morte foi registrada após a tentativa de chacina ocorrida no final da tarde de domingo no bairro Salgado Filho, em Gravataí. O corpo de um homem foi encontrado no início da manhã desta segunda-feira no pátio de uma empresa na rua Barbosa Filho, na mesma região do campo de futebol onde nove pessoas foram baleadas com tiros de pistola, sendo que uma morreu durante atendimento médico na noite de domingo. Policiais militares do 17º BPM compareceram no local e isolaram a área para o trabalho do Instituto-Geral de Perícias que enviou o Departamento de Criminalística e o Departamento Médico Legal.

Uma equipe da Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção de Gravataí esteve também presente. O delegado Eduardo Limberger do Amaral acredita que a vítima também foi atingida pelos tiros e, após fugir do local, acabou caindo sem vida, sendo em encontrada somente agora. Ele observou que um dos sobreviventes do ataque no domingo também possui antecedentes criminais e seria um dos alvos dos atiradores que chegaram em dois veículos e disparam contra as pessoas que confraternizavam após uma partida na sede de um clube de futebol amador.

PUBLICIDADE

Uma ligação dele com o morto encontrado nesta manhã ainda não foi estabelecida. O trabalho investigativo inclui busca de imagens de câmeras de monitoramento na região, coleta de depoimentos de testemunhas e aguardo dos laudos periciais, entre outras diligências.

Horas depois da descoberta do corpo no bairro Salgado Filho, um Peugeot 207 foi incendiado entre as paradas 86 e 87 da ERS 020, na localidade de Morungava, em Gravataí. O efetivo do 8º Batalhão de Bombeiros Militar (8º BBM) foi acionado para o combate às chamas no veículo que estava abandonado no acostamento da rodovia. Policiais militares do 17º BPM também compareceram no local. Ainda não é possível confirmar se o incêndio no automóvel está relacionado aos recentes assassinatos. “Vamos verificar. Não descartamos”, observou o delegado Amaral.

Carro foi encontrado incendiado em Gravataí / Foto: Alina Souza

A primeira vítima
No ataque de domingo, uma jovem foi atingida no pescoço e morreu. A vítima foi identificada como a bombeira civil Maiara Emili Silveira da Silva, 20 anos, que não resistiu aos graves ferimentos e faleceu durante atendimento médico no Hospital Dom João Becker, em Gravataí. Todos os oito feridos também foram encaminhados à instituição hospitalar. Os tiros provocaram pânico nas pessoas que participavam da confraternização.
Fonte:Correio do Povo

Comentários

Comentários

« Voltar