Copa deixará voos de Porto Alegre até seis vezes mais caros

Os gaúchos que quiserem viajar de avião durante a Copa devem preparar o bolso. O preço das passagens aéreas de Porto Alegre para outras cidades-sedes a partir do início do torneio será até 577% mais alto do que o cobrado um mês antes.

O tema veio à tona no início da semana, depois de o jornal Folha de S. Paulo apontar que o trecho entre a capital paulista e o Rio custaria quase o mesmo que viajar a Nova York. Pesquisa feita por Zero Hora considerando diferentes trechos e companhias aéreas, tendo Porto Alegre como origem e destino, mostra uma variação abrupta de preços.

Uma passagem para o Rio, que custa R$ 261,57 para partida em maio, passa para R$ 1.771,57 no dia 12 de junho, quando começam os jogos. É possível perceber variação de mais de 100% na maior parte dos trajetos pesquisados. As maiores altas ocorrem, no entanto, nos destinos comuns nos períodos de férias: as praias do Nordeste.

A explicação das companhias é o aumento na procura pelo serviço no período. Com a maior demanda por passagens, diminui o número de lugares disponíveis e o preço sobe. A justificativa não foi suficiente para a Embratur, que encaminhou ofício ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) pedindo que seja estabelecido um teto para aumento nos valores.

Hotéis elevam preços de diárias

Os hotéis no Rio Grande do Sul seguem o movimento das companhias aéreas, ao aumentar os preços durante a Copa do Mundo. Levantamento de ZH aponta que o valor de uma diária em Porto Alegre pode ser até três vezes maior durante o evento do que o cobrado um mês antes. Em um hotel de alto padrão da Capital, o menor preço para casal chega a R$ 1.329, mais taxa de 15% para serviço e imposto. Em outro, mais simples, o tarifário foi adaptado para a Copa do Mundo, e a diária passou de R$ 190 para R$ 400, mais taxa de 5%.

Comportamento semelhante é visto na Serra, para onde muitos dos turistas na Capital devem viajar no intervalo de uma partida e outra. Alguns hotéis de Gramado trabalham apenas com pacotes para quatro dias ou mais, e pedem que pelo menos metade do valor seja pago com antecedência. Um dos estabelecimentos consultados aguarda acordo com agências de viagem e ainda não aceita reservas.

Contrapontos

Avianca
Não quis se pronunciar sobre o tema.

Azul
As passagens podem ter o preço mais elevado em razão da alta procura dos destinos participantes do evento, informou a empresa.

Gol
Em períodos de grandes eventos, como a possibilidade de voos extras é finita, a procura é maior e, eventualmente, os bilhetes restantes são os de maior valor.

TAM
Durante a Copa, a TAM não terá tarifas em patamares superiores aos de outros períodos que concentram alta demanda. O valor da passagem varia de acordo com a demanda de cada perfil e com a oferta de assentos disponíveis no período para as rotas específicas, informou a empresa.

 

Zero Hora

Comentários

Comentários

« Voltar