Coca-Cola lança vídeo sobre “rato em garrafa”

 

Depois da polêmica e de que um rato teria sido encontrado em uma das garrafas de refrigerante da Coca-Cola, a empresa lançou um vídeo corporativo na tarde de quinta-feira para mostrar os padrões de qualidade na fabricação de seus produtos.

Apesar de não citar o caso, que se tornou viral nas redes sociais, o título do vídeo “Conheça a verdade” é um sinal de que a direção da empresa está preocupada em diminuir os danos causados à marca.

No perfil da empresa no site YouTube, onde o vídeo foi hospedado, está escrito:

“Cada garrafa de Coca-Cola passa por várias etapas de um rigoroso controle de qualidade, eliminando a possibilidade de que uma garrafa saia de nossas fábricas sem estar em perfeitas condições. E você é nosso convidado para conhecer esse processo de perto. Agende uma visita a uma de nossas fábricas :-)”

Em menos de 24 horas, o vídeo já tinha quase 70 mil visualizações.

ENTENDA O CASO:

Há 10 anos, o goiano Wilson Batista de Rezende entrou com processo na Justiça contra a Coca Cola.

Ele pediu, na época, indenização de R$ 10 mil, com base no relato de que teria consumido refrigerante contaminado e com restos de rato.

Neste mês, o caso voltou a ter visibilidade porque uma emissora de TV relatou o caso de Wilson.

Conforme o relato do consumidor, ao tomar um gole de Coca Cola de uma das garrafas que havia acabado de comprar, sentiu a boca e garganta queimando.

Nas respostas que a Coca Cola tem dado aos comentários sobre o caso, considera “praticamente nula” a possibilidade de que um pedaço de rato passe pelo sistema de engarrafamento da bebida. Também observa que, das seis garrafas que o consumidor alega que continham pedaços de rato, apenas duas teriam sido entregues para perícia, já abertas. Analisadas no laboratório da empresa, nenhum corpo estranho tivesse sido detectado. A empresa trata o caso como “hoax” (golpe, fraude), de forma diferente de casos em que de fato ocorreram contaminações de processos produtivos. VEJA

 

Comentários

Comentários

« Voltar