BM alerta contra falsos agentes de saúde e outros golpes diante do medo pela Covid-19

A Brigada Militar fez nesta sexta-feira um alerta sobre o perigo da atuação de falsos agentes de saúde que simulam alguma medida necessária em relação ao coronavírus para entrarem e assaltarem as residências ou apartamentos.

Responsável pelo Comando Regional de Polícia Ostensiva do Vale do Rio dos Sinos (CRPO/VRS), o tenente coronel Carlos Daniel Schultz Coelho observou que os criminosos usam até coletes e crachás. “Desconfie porque pode se tratar de golpe”, assegurou, lembrando ainda que os mesmos muitas vezes se apresentam como funcionários de empresas e prestadoras de serviço. “Tudo que é estranho deve ser desconfiado”, frisou, dando como exemplo a venda de álcool gel nas casas. “Todos devem estar unidos. É um cuidando do outro contra os malfeitores”, enfatizou.

Ajuda somente de amigos e familiares
Coelho também advertiu sobre quem se oferece nas redes sociais para comprar alimentos e medicamentos para idosos e pessoas de grupos de riscos. “Tudo que não é normal e que vir com facilidade de estranhos deve ser evitado. As pessoas estão muito vulneráveis agora, principalmente quando envolve idosos, muitos às vezes sozinhos”, disse. “Os idosos são fáceis presas de criminosos pois gostam mais de atenção e carinho. Os idosos devem pedir ajuda de vizinhos, amigos e familiares, mas jamais de quem não é próximo”, acrescentou.

O comandante do CRPO/VRS destacou ainda algumas medidas de precaução sofre os falsos agentes de saúde e outras situações. “Por questão de segurança não permita a entrada dessas pessoas; não deixe que crianças atendam à porta ou interfone; não informe a sua rotina, como horários de chegada e saída da sua residência; não forneça seus dados pessoais, principalmente CPF, número e senhas de contas bancárias e número de cartão de crédito; ao se ausentar de sua residência peça para que vizinhos de confiança observem movimentações estranhas; seguindo as recomendações dos órgãos públicos, evite saídas desnecessárias de sua residência, e se tiver que fazê-lo, o faça somente durante o dia; e diante da menor suspeita ligue para o telefone de emergência 190”, recomendou. “As pessoas precisam ter em mãos os telefones de emergência e, quando precisarem, terão acesso fácil”, concluiu o tenente coronel Carlos Daniel Schultz Coelho.

Como prevenir o contágio do novo coronavírus
De acordo com recomendações do Ministério da Saúde, há pelo menos cinco medidas que ajudam na prevenção do contágio do novo coronavírus:

• lavar as mãos com água e sabão ou então usar álcool gel.

• cobrir o nariz e a boca ao espirrar ou tossir.

• evitar aglomerações se estiver doente.

• manter os ambientes bem ventilados.

• não compartilhar objetos pessoais.

Foto: BM / CP
Por
Correio do Povo

Comentários

Comentários

« Voltar