Assembleia adia votação do reajuste do salário mínimo regional

Por solicitação do Partido Novo, os deputados líderes partidários decidiram não votar nesta terça-feira (14) na Assembleia Legislativa o projeto que reajusta o salário mínimo regional. O líder do Novo, Fabio Ostermann, sustentou que a proposta não passou por comissões antes de ir ao plenário e que falta discussão da matéria.

Na quarta-feira (15), a Assembleia realizará audiência pública com representantes dos empresários e de sindicatos para debater o percentual de reajuste, de 3,4%. Se aprovado o projeto, o mínimo passaria de R$ 1.237,15 para R$ 1.567,81. O reajuste proposto pelo governo é equivalente à inflação medida pelo INPC.

Há apenas uma emenda ao texto. É a do deputado Fernando Marroni, do PT, que propõe reajuste maior do que o sugerido pelo governo estadual, de 4,61%, igualando o índice concedido ao salário mínimo nacional.

*Débora Cademartori – Gaúcha ZH.

Comentários

Comentários

« Voltar